11°C 26°C
Pontes e Lacerda, MT
Publicidade

Crise hídrica em Figueirópolis d'Oeste moradores sofrem com problemas de abastecimento de água

Além disso, na estação seca, as bombas que enviam água frequentemente queimam e a cidade, que não possui reservatórios, fica sem água. Os moradores criticam a prefeitura pela falta de comunicação, pois não são avisados sobre a falta de água nem pelos meios de comunicação disponíveis, como carros de som ou redes sociais.

03/07/2024 às 13h22
Por: Darly Silva Fonte: Canal Diário
Compartilhe:
Foto: terceiros
Foto: terceiros

Os moradores de Figueirópolis d'Oeste enfrentam sérios problemas relacionados ao abastecimento de água no município. No passado, a cidade era abastecida por poços artesianos que captavam água do subsolo. Com o passar do tempo, esses poços foram secando e as bombas frequentemente queimavam, causando interrupções no fornecimento de água.

Continua após a publicidade
Anúncio

Durante a gestão do ex-prefeito Lair Mota, havia um sonho e plano de trazer água do Rio Jauru, localizado a 25 km do município. O projeto foi finalmente concluído por um prefeito sucessor, que compartilhava da mesma visão de Lair Mota. No entanto, o problema de qualidade da água persistiu. Durante a estação chuvosa, a água se tornava barrenta e, sem nenhum tratamento, era enviada diretamente para as casas dos moradores.

Com a gestão atual de Eduardo Virela, que já está no cargo há oito anos, a situação não melhorou. Moradores relatam que, durante as chuvas, a quantidade de água aumenta, mas a qualidade continua ruim, com a água chegando barrenta. Há também preocupações sobre a possível presença de agrotóxicos e dejetos de esgoto no abastecimento de água do Rio Jauru.

Continua após a publicidade
Anúncio

Além disso, na estação seca, as bombas que enviam água frequentemente queimam e a cidade, que não possui reservatórios, fica sem água. Os moradores criticam a prefeitura pela falta de comunicação, pois não são avisados sobre a falta de água nem pelos meios de comunicação disponíveis, como carros de som ou redes sociais.

Enquanto isso, o prefeito Eduardo Virela lançou um projeto de energia solar para abastecer os órgãos públicos, com um investimento de três milhões de reais em recursos próprios. A população questiona a prioridade deste projeto em detrimento da melhoria da qualidade da água. Eles se perguntam por que os vereadores não barraram o projeto, acreditando que seria mais importante garantir água de qualidade para o município.

Nos últimos 60 dias, a indignação dos moradores aumentou. Um novo projeto está em andamento para a construção de um reservatório, mas atualmente, quando a água chega do rio, ela é desperdiçada, correndo pelas ruas do município sem qualquer tratamento.

A população de Figueirópolis d'Oeste continua a enfrentar a incerteza e os desafios de um abastecimento de água inadequado, esperando por soluções que realmente atendam às suas necessidades básicas 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Figueirópolis D´Oeste - MT
Sobre o município
Figueirópolis D'Oeste é um município brasileiro do estado de Mato Grosso, locailzado na latitude sul 15º26'42", longitude oeste 58º44'25", altitude de 300 metros acima do nível do mar. Em 2020, sua população era estimada em 3.452 habitantes.[2] Sua área é de 899 km².
Ver notícias
Pontes e Lacerda, MT
13°
Tempo nublado

Mín. 11° Máx. 26°

12° Sensação
2.01km/h Vento
67% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h23 Nascer do sol
06h42 Pôr do sol
Ter 28° 12°
Qua 32° 13°
Qui 35° 16°
Sex 37° 17°
Sáb 38° 18°
Atualizado às 02h04
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,93 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,05%
Bitcoin
R$ 361,854,63 +9,16%
Ibovespa
128,896,98 pts 0.47%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias